Categorias
Depoimento

ANIVERSÁRIO JULIAN LUCCA E DEPOIMENTO

Categorias
Depoimento

DEPOIMENTO DA MÃE MAÍRA – CENTRO DE REABILITAÇÃO RELIGARE

Categorias
Blog

A importância do imitar para uma criança

Muitas crianças aprendem com a observação, observando os pais, irmãos, colegas, etc. As crianças imitam os sons, gestos, ações, expressões faciais e até mesmo a forma de andar. A imitação é um instrumento poderoso de aprendizagem, e são nessas interações recíprocas que as crianças observam o outro e descobrem muitas coisas novas. O observar abre muitas portas para a exploração do mundo ao seu redor, pois grande parte dos aprendizados acontecem desta capacidade de imitação e observação da criança.

Para as crianças com TEA, as interações sociais podem ser mais complexas e as dificuldades neste sentido podem gerar um maior evitamento devido ao padrão de evitamento às interações sociais, consequentemente estas crianças são expostas a um menor número de oportunidades de aprendizado. Sabemos que as crianças autistas são menos propensas a realizar imitações espontâneas, porém podem aprender a fazê-las com o estímulo adequado!

Por que a intervenção é necessária?

Os nossos pequenos não são incapazes de realizar imitações, mas possivelmente não estão motivados a observar os movimentos do outro e consequentemente não os imitam. Com a intervenção adequada como é realizado aqui na Clínica Religare, podemos estimular esta habilidade em nossas crianças, proporcionando uma ferramenta poderosa para o seu desenvolvimento! E como podemos estimular a imitação?  A motivação é a palavra-chave! As crianças aprendem naturalmente quando existe motivação e atenção para imitar, você pode estimular as imitações de diferentes formas; dentro das trocas naturais de turno, inseri-las nas rotinas de jogo e também nas atividades de vida diária. As imitações podem incluir: Imitar ações com objetos, imitar movimentos faciais- orofaciais, imitar sons, palavras ou frases.

A imitação também exerce um papel altamente importante nas interações sociais, já que existem regras sociais sutis e complexas que aprendemos através da imitação. Quando estamos conversando com um colega, por exemplo, sabemos qual a distância devemos manter em relação ao outro, utilizamos certa linguagem corporal dentro deste diálogo. Em alguns momentos, imitamos as expressões faciais ou gestos do outro que permeiam uma interação fluida e natural.  Além disso, a capacidade de imitação promove a empatia, ajuda as crianças no desenvolvimento da linguagem, promove a comunicação não verbal, ensina-as como objetos funcionam e auxilia no aprendizado das regras sociais para a conversação.

Estimular a habilidade de imitação dos nossos pequenos é como dar a eles uma ferramenta preciosa para que possam avançar nas mais diversas esferas do desenvolvimento!