Nosso Blog

Contribuições da Fisioterapia na Síndrome de Rett

Contribuições da Fisioterapia na Síndrome de Rett

Você conhece a Síndrome de Rett? Ela é classificada como um Transtorno Global do Desenvolvimento pela Organização Mundial da Saúde (OMS), apresentando o CID 10 (Classificação Internacional de Doenças) e estando inclusa no F84.2. A síndrome se caracteriza por um distúrbio/transtorno do neurodesenvolvimento com maior incidência no sexo feminino.

Antes de tudo, para entendermos o desenvolvimento da síndrome, é necessário entendermos o que é um gameta e a função do cromossomo.

Gametas são células que se fundem no momento da concepção – ou fecundação – para formar um zigoto (célula formada após a união do gameta masculino e do gameta feminino, que por sua vez, dará origem ao embrião) e assim sendo, gerará um ser da mesma espécie. A síndrome ocorre na formação dos gametas masculinos (espermatozoides), o motivo pelo qual há predominância da síndrome no sexo feminino.

Já um cromossomo é uma sequência de DNA (contendo vários genes) e de nucleotídeos (blocos construtores de DNA). O cromossomo X, por exemplo, é o responsável por determinar o gênero biológico da criança, e é nesse cromossomo que a síndrome age.

O diagnóstico da doença pode ser feito dos 5 aos 48 primeiros meses de vida e seu desenvolvimento pode não apresentar irregularidades até os 18 meses. Suas principais características são apraxia motora, perda de desenvolvimento social,= desaceleração do crescimento cefálico, perda de expressão facial, bruxismo, resposta diminuída para dor, movimentos estereotipados, pode ocorrer à regressão das habilidades cognitivas e motoras, sendo sua característica mais marcante o atraso mental.

A fisioterapia se torna fundamental no desenvolvimento do portador da Síndrome já que, sobretudo, tem apresentado bons resultados quando se trata da prorrogação da sobrevida. Para que haja uma evolução regular, é necessário que o tratamento seja a longo prazo, de forma lenta e gradual, já que aqueles que possuem a Síndrome podem demandar maior tempo para realizar determinadas funções solicitadas, e caso haja pressão e pouco tempo para executar essas funções, opaciente pode ficar desestimulado durante o tratamento.

O tratamento fisioterapêutico, portanto, se torna imprescindível para os portadores da Síndrome de Rett, sendo necessário constância no tratamento para evitar complicações musculoesqueléticas, respiratórias, e melhoras significativas para o alívio de dores, re-expansão pulmonar, retorno da marcha e alívio na compressão das vértebras.

Nós da Religare – Centro de Reabilitação contamos com equipe de fisioterapeutas habilitados para fazer o tratamento tanto em solo, quanto na hidroterapia com nossa piscina adaptada. Além disso, a nossa interdisciplinariedade também é fundamental para o tratamento dos nossos pacientes. Contamos com inúmeras terapias para promover o bem-estar e uma melhor qualidade de vida não só aos< pacientes, mas também a todas as famílias. O acolhimento é fundamental para uma vida mais feliz e para um mundo mais inclusivo, essa é nossa missão.

Entre em contato pelo número (11) 4319-2522 para agendar sua visita. Esperamos vocês.

Abrir Conversa
Entre em contato conosco!
Entre em contato conosco!